Por Marcia Campos

O gigante Brasil mais uma vez joga todas as suas energias para defender nosso país, os brasileiros e brasileiras, do genocídio e do fascismo representado nesta era por Bolsonaro.

Democracia e desenvolvimento norteiam o sentimento de vários segmentos de nossa sociedade que sabem que essa é a forma de garantir o poder que emana do povo.

Mais de 1 milhão de brasileiros e esse número vai crescer ainda mais, se unem para impedir qualquer tentativa transloucada de golpe que esteja na cabeça de meia dúzia de filhotes da ditadura.

Iniciativas como esta, aumentam muito a responsabilidade e o compromisso que nós mulheres, temos com todos os seres humanos.

Somos mais da metade da população e do eleitorado e ficaremos mais energizadas e fortes, embaladas pela demonstração cívica arrebatadora que vai acontecer nas sacadas do Largo São Francisco, neste dia 11 de agosto, com uma participação expressiva de mulheres de forma que o Brasil esteja totalmente representado em todo o seu potencial.

Esse momento especial emulará ainda mais as brasileiras a estarem unidas e determinadas, nas ruas de todo o Brasil, bradando em uma só voz, ” Todas juntas pelo Brasil” no dia 13/8, dando continuidade à nossa luta do momento.  Nossa força, garra, alegria, confiança e determinação estarão representadas nas mulheres de todas as raças, credos, etnias, trabalhadoras do campo e da cidade, dos bairros, cidades, indígenas, ribeirinhas, com deficiência, jovens, jovens há mais tempo, brancas, negras, pardas, cientistas, artistas, juristas etc.

O que realmente importa e tem valor, o que nos une, o que move nossos corações nas ruas é seguir, ampliar, fazer parte da caminhada cívica que está em pleno progresso em nosso país. São as mulheres brasileiras construindo o país que queremos para nossas famílias e para o povo. Um país com comida para todos na mesa, com democracia, desenvolvimento, sem violência política, urbana, de gênero, sanitária, com emprego e salário igual, com educação pública, com SUS ao alcance de todos, com moradia e reforma agrária, com defesa de nossos rios, florestas e meio ambiente. Com ciência estimulada e com muito mais mulheres na política e eleitas para todos os cargos em disputa.

Mulheres às ruas! Ousar lutar! Ousar vencer!

Márcia Campos é secretária nacional interina da Mulher do PCdoB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.